Trilogia “O Mago Negro”, um novo sucesso chega ao Brasil

Muita magia, ficção e um mundo novo com nomes estranhos, muita aventura com uma pitada de suspense. A vontade de ler de início ao fim, cada palavra, cada vírgula para não perder nenhum momento. Esta poderia ser a descrição do livro “O Clã dos Magos”, escrito pela australiana Trudi Canavan, lançado este ano aqui no Brasil. É o primeiro livro da trilogia “O Mago negro” e que parece já estar conquistando o público brasileiro. Este já foi vendido há 22 países e foi lançado o primeiro livro em 2001, na Austrália. Esta foi a sua primeira série de livros. A primeira vez que Canavan publicou uma história foi em 1999.

A autora, nesta primeira obra de trilogia, cria um mundo novo, com curiosas situações, grupos de pessoas distintos. Um mundo onde os Magos respeitam o Rei, acatando todas as ordens e são odiados pelo povo. Todo ano, o Clã dos Magos faz uma purificação, expulsando gangues da cidade, mendigos e vagabundos. Os Magos ensinam a magia numa Universidade, onde eles vivem com suas famílias e os estudantes que aprendem a controlar seus poderes. Entretanto, um incidente acontece numa purificação. Uma jovem favelada chamada Sonea, revoltada com esta purificação resolve atirar uma pedra. Ao contrário de muitos, esta pedra perfura a camada feita por magia que protege os Magos, ferindo um dos integrantes, o Lorde Fergun. A única maneira de isto acontecer é se ela for uma Maga, o que muitos não acreditam.

Sonea foge desesperada, sem saber a quem recorrer. Seu grande amigo Cery tenta ajuda-la a encontrar um bom esconderijo. Porém, os Magos oferecem dinheiro a população da favela para entregarem a garota. Sonea fica contra a parede e resolve pedir ajuda aos Ladrões. Um grupo de pessoas que se dedicam a roubar e que ninguém ousa tocá-los, porque são capazes de tudo. Entre os Magos e os Ladrões, ela prefere a segunda opção.

Uma briga de interesses acontece dentro e fora do clã dos Magos, porque muitos não querem uma favelada entre eles, porém o Lorde Rothen que reconheceu o poder de Sonea diante de todos na purificação, não só crê que o lugar é dela de direito, como fará de tudo para ela aceitar o seu destino.

Cheio de aventura, intrigas e brigas, o livro é repleto de magia e encanto. De uma maneira criativa, trata sobre temas como preconceito, os problemas sobre a forma de governo, a falta de preocupação dos que possuem dinheiro e condições de ajudar ao próximo. Temas que são necessários discutir e que autora utiliza muita magia, uma boa escrita e descrição de lugares para que o leitor adentre na história, imagine cada detalhes e cenários criados. A forma de escrita contribui muito para a imaginação fértil do público. Não é fácil criar um novo mundo, mas que represente de alguma forma o mundo em que vivem.

Os personagens foram bem criados e possuem uma história por detrás de cada um, que você leitor quer descobrir a cada página. A leitura flui rapidamente, porque a escrita é de uma maneira simples, concisa e clara, o que é muito importante na hora de publicar um livro. Este com certeza torna-se praticamente impossível abandoná-lo em algum canto, porque quando você começa a lê-lo, quer chegar até o ponto final da história, mas claro, sendo uma trilogia, só será no último livro.

anavan já conseguiu seu espaço editorial e já foi indicada no segundo livro da série, ao Prêmio de Aurealis Award for Excellence in Speculative Fiction, como melhor novela de fantasia. Para quem não sabe este premio acontece na Austrália e só os nativos podem concorrer. Ela ganhou prêmios como melhor história curta por “Room for Improvement”. O Grande Lorde, a última sequência da série também foi indicada a melhor novela.

A autora transforma um passa tempo que é escrever romances em histórias novas, originais e que se tornam campeões de vendas. No meio tempo de uma história e outra, gosta de tricotar e pintar. Um dos Hobbies a tornou conhecida e hoje já conquistou o mercado de vendas do Reino Unido, EUA e Austrália.

Um dos problemas que muitos podem enfrentar na hora de escrever é transformar o livro atrativo para o público alvo. Entretanto, Canavan já provou que consegue fazê-lo. Não digo só pelo fato das inúmeras indicações a prêmios, mas sim, porque li um livro dela e percebi o quanto consegue transformar aquele texto todo em magia. Poderia descrevê-la como uma maga das palavras ou mesmo das histórias, que consegue atrair a atenção de novos leitores e manter o seu público antigo.

Claro, que quem lê o primeiro da série espera ansiosamente pelo segundo e terceiro. A editora tinha previsão de lançar o segundo em agosto deste ano, porém foi adiado para dia 15 de novembro. Em alguns países já foram lançados todos. E conversando com amigos meus estrangeiros, eles gostaram da trilogia. Agora, nós brasileiros, teremos que esperar para lermos os seguintes. Mas enquanto isto não acontece, aproveitem e leiam o primeiro. Com certeza vale a pena para quem gosta deste estilo. Os próximos livros terão como nome: A Aprendiz e o Lorde Supremo.

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112/PR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: