Um final impactante para a nova trilogia

Uma cidade, uma prisão, muito medo e sem esperança. Imagine ficar numa cidade vivendo como se fosse uma prisão e sentindo muito medo de ser a próxima vítima e sem esperança de que tudo vai mudar. É assim que os moradores de Gotham City vivem no último filme da trilogia. O vilão da vez é Bane, um terrorista que volta 8 anos depois do primeiro filme para  aterrorizar a todos e derrotar de vez seu inimigo, Batman.

“Batman – O Cavaleiro das Trevas ressurge” é o final de uma trilogia nova e impactante do nosso herói, mostrando-o de uma maneira mais humana. No primeiro filme, pensei que não seria uma trilogia tão marcante, porque depois de atores como Michael Keaton (Batman – 1989), Jack Nicholson (Coringa) e Michelle Pfeiffer (Mulher-gato), seria difícil competir com isto. Mas incrível que pareça esta trilogia fechou com chave de ouro, marcando grandes atuações, surpreendendo a todos. Quem imaginaria que encontraríamos um Coringa tão louco e que representasse o personagem como ninguém. Não só foi encontrado como também virou uma lenda, Hedge Ledger deixou muitas pessoas com raiva do vilão, conquistando os fãs do Homem-Morcego. O ator veio a falecer no mesmo ano do lançamento do segundo filme de Batman, o fato de estar interpretando um personagem tão complexo e que antes tinha sido interpretado pelo grande ator Nicholson já dava muito o que falar, entretanto por de ter sido o penúltimo filme de Ledger atraiu mais o público para as telas de cinema. O último filme a estrear do ator foi O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus, como não havia terminado nem um terço de suas cenas, tiveram que parar as gravações e encontrar uma forma de continuar as filmagens, fazendo com que Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrel interpretassem o personagem de Ledger à medida que ele viaja por um mundo de sonhos.

Outra interpretação que teremos que tirar o chapéu é para Anne Hathaway, a mulher gato da vez. Muita responsabilidade competir com Pfeiffer, mas ela fez por merecer. Alguns ainda a viam como a princesa da série de Meg Cabot ou filmes de comédias como O agente 86, mas outros que acompanharam alguns filmes protagonizados por ela perceberam que pouco a pouco ela ganhava seu espaço, vindo a interpretar agora um mito dos quadrinhos.

Agora sobre o personagem Bane que volta às telonas, no último filme da sequência anterior, ele também aparece como comparsa da Hera Venenosa, porém é frustrante a criação e o desenvolvimento durante a caracterização. Primeiro que o filme em si foi horrível, criando os personagens de uma maneira muito infanto-juvenil, fugindo da proposta dos dois primeiros filmes. E segundo que Bane era um idiota no filme, coisa que não aconteceu na atual produção.

Claro que não vou desmerecer as interpretações anteriores, porque os dois primeiros filmes da primeira série foram dirigidos e atuados por grandes personalidades, mas temos que admitir que esta trilogia fez por merecer o sucesso.

O diretor Christopher Nolan dirigiu os três filmes, ajudando a mantê-lo no tom sombrio inicial. Christian Bale foi o único a interpretar o herói em 3 filmes seguidos. Os dois trabalharam juntos em mais outro filme, O grande truque. Para que Bale interpretasse o homem-morcego em todos os filmes, o diretor teve que aceitar uma condição: a inexistência de Robin na sequência. Não foi tão difícil aceitar esta proposta, já que o próprio Nolan pensava que era melhor focar nos dramas e dificuldades do nosso mascarado. Foi outra decisão acertada. Alguns chegam a perguntar porque não lançaram o filme em 3D e a resposta é simples, o diretor não quis usar esta tecnologia, porém, para quem quer ver em uma tela maior e que dê mais sensação de estar dentro do filme poderá assistir em IMAX.

Agora analisando um pouco, os dois últimos filmes da série deram o que falar. Um pela morte de Ledger e o outro, infelizmente, pelo ataque em Denver. A tragédia aconteceu em cinema em Colorado, EUA, tendo 12 pessoas mortas e 50 feridas, por um atirador louco que entrou no cinema armado. Tudo o que eles queriam era assistir o filme. Uma lástima pelo ocorrido e fazendo com que os atores dos filmes se mobilizassem. Mas ao contrário da primeira repercussão, incentivou a todos a irem ao cinema, porém esta segunda, ao menos em Denver, ao contrário, fez com que a venda diminuísse consideravelmente. Segundo a empresa de investigação NRG, recolhidos por “The Hollywood Reporter”, entre 20 a 25% dos espectadores estavam em dúvida se iam ou não assistir o filme. Pesquisando noticias do ocorrido, encontrei o seguinte blog: http://blogs.20minutos.es, em que a autora confessava que tinha um certo receio em ir ao cinema vê-lo. Mesmo assim, com este tiroteio, não podemos deixar de comentar que só neste pequeno tempo de estreia, já arrecadou u$ 547 milhões, levando em consideração que foi gasto em sua produção aproximadamente U$ 250 milhões. A cada dia que confiro os números divulgados pelo site: www.imdb.com estão maiores.

Segue abaixo o trailer do novo filme:

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112/PR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: