Um mistério capaz de hipnotizar o leitor

O hipnotistaCom apenas um toque, poucas palavras e uma pequena contagem, você pode ser o que quiser ou recuperar a memória de um incidente. Entrará num sono profundo e quando acordar tudo mudará.

3

2

1

Vamos voltar para quando tudo começou, o que realmente aconteceu naquela noite. Relembre quem matou sua família, o responsável por todo este banho de sangue.

Foram três mortes, um sobrevivente e só uma pessoa capaz de trazer as lembranças de volta. Um caso inesperado e poucas informações para desvendá-lo. “O hipnotista”, escrito por Lars Kepler vendeu mais de um milhão de exemplares só na Europa. Realmente, parece que os suecos vêm conquistando o mercado literário, primeiro com Stieg Larsson com a Trilogia Millennium que ganhou até uma versão americana do filme.

Lars KeplerEscrito pelo pseudônimo Lars Kepler comprova que duas pessoas podem escrever juntas uma mesma história, um mesmo suspense e revelando um grande caso. Isto mesmo, um casal de suecos é o responsável por escrever este livro policial que é capaz de mexer com a psicologia, um suspense de tirar o fôlego durante a leitura. Alexandra Coelho e Alexander Ahndoril estão por detrás deste thriller psicológico. Ambos já eram escritores conhecidos e resolveram por primeira vez se unirem para um trabalho extraordinário. No início, eles mandaram para a editora sem revelarem suas identidades, mas não demorou muito para que um tabloide descobrisse os escritores que tinham conquistado a Europa.

O personagem principal da história é um investigador da polícia, Joona Lina, com uma personalidade forte, busca resultados e a revelação deste caso que a cada dia parece impossível de desvendar. Este mesmo personagem aparece em mais 2 histórias do casal, sendo lançado apenas mais um livro no Brasil. Para conseguir caminhar com este caso ele pede ajuda para o hipnotista conhecido o dr. Erica Maria Bark, especialista em pacientes psicologicamente traumatizados, que por meio da hipnose conseguia acessar informações de episódios violentos que aconteceram com a vítima. Após prometer a nunca mais fazer isto, ele precisa voltar a praticar este trabalho para descobrir o que realmente aconteceu naquela noite em que uma família foi morta e o único sobrevivente é um garoto de 15 anos, em estado de choque. Eles buscam um assassino esperto e precisam de pistas para encontrá-lo.

cartaz_o-hipnotistaUm romance policial bem trabalhado, tenso e que nos envolve a cada página. Um livro que prende o leitor em todo o momento, apesar de trabalhar com temas complicados é poderoso e ao mesmo tempo apavorante. “O hipnotista” consegue hipnotizar o público para que leia até a última página. Hoje, está moderno este tipo de suspense, que mexe com a psicologia, traumas, violência e que consiga passar de um ambiente a outro sem perder a linha de raciocínio, o que torna mais difícil na hora de escrevê-lo.

Dizem que duas cabeças pensam melhor que uma, mas será que na hora de escrever isto é verdade? Para este livro deu certo, os autores precisam estar em plena sintonia para que um complemente a ideia do outro. O livro fez tanto sucesso que já têm sua versão cinematográfica sueca, escrito e dirigido por Lasse Hallström, mesmo diretor de “Querido John”, baseado no livro de mesmo nome de Nicholas Sparks. Acho que ele gosta de uma adaptação para às telonas. Quem vive o personagem principal, Joona, é Tobias Zilliacus, mais conhecido pela televisão sueca e por alguns trabalhos no cinema. E o responsável por transformar o doutor em realidade é Mikael Persbrandt, que também estreará no próximo “The Hobbit: There and Back Again”, como o personagem Beorn.

O pesadelo

Agora quem já leu este livro, poderá disfrutar com um outro suspense escrito pelo casal. “O pesadelo”, que também já está com a produção em andamento para o filme, tendo o mesmo ator como Joona. Este é mais uma história do detetive e já vendeu mais de 460 mil cópias. Desta vez, se você achava que o livro anterior era pesado, é porque não leu este. Um possível suicídio de uma mulher que é encontrada com os pulmões cheios de água, porém, suas roupas estão secas. Como seria possível ser morta afogada, mas estar com as roupas secas? Um mistério que pouco a pouco Joona resolverá como sempre. Confesso que o primeiro livro foi melhor, tem certos momentos neste caso que ficam sem explicação no final, não tornando tudo de uma forma redonda. Mas mesmo assim, para quem gosta do estilo, vale a pena ser lido. É um suspense que deixará o leitor confuso do início ao fim e pensando: o que está acontecendo? Quem é o responsável por isto e como conseguiu esta façanha? Só no final serão respondidas estas perguntas.

Agora vou deixar o trailer do filme sueco baseado no livro e quem sabe se os americanos não tem a ideia de fazer uma produção estadunidense destes livros.

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112/PR

Mais informações no site oficial de Lars Kepler.

2 Respostas

  1. É uma história muito interessante e cenas chocantes. Ultimamente eu tenho interesse em filmes e séries hipnose como este, ele vai fazer-me muito interessante, especialmente quando têm uma boa qualidade, como neste caso.

    1. A história deste livro me deixou fascinada e prendeu a minha atenção do início ao fim. Fico me perguntando como o casal conseguiu isto, é difícil escrever uma história de suspense, ainda mais em duas pessoas. Obrigada pelo comentário.

Deixe uma resposta para ITZ VÁZQUEZ Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: