A última aventura dos grandes amigos

Se beber não case cartazO que melhor do que uma despedida de solteiro em grande estilo? Ficar bêbado e aproveitar a vida com seus melhores amigos em uma última aventura? Qual seria a melhor cidade para fazer esta despedida? Simples: Las Vegas, onde tudo acontece, a badalação que eles procuram. Foi assim que começou a saga dos amigos em “Se beber não case”, uma comédia que vem conquistando seu espaço desde 2009, tanto que já está na sua terceira e última sequência. No segundo filme teve muitas dizendo que era igual ao anterior, por este motivo Todd Phillips prometeu uma nova história para fechar a trilogia com chave de ouro. Será que conseguiu?

No novo enredo Alan (Zach Galifianakis) ficou deprimido após a morte de seu pai. Doug (Justin Bartha), seu cunhado, preocupado sugere para que ele vá até um lugar chamado New Horizons, que o tornará um novo homem. Alan resolve aceitar a sugestão após Phil (Bradley Cooper) e Stu (Ed Helms) concordarem Cena 1em levá-lo. Assim começa uma nova aventura dos amigos. Porém, esta grande viagem é interrumpida pelos capangas de Marshall (John Goodman) que está atrás de Chow (Ken Jeong) que lhe aplicou um golpe milionário. Acredita-se que os amigos mantêm contato com Chow e tudo o que Marshall quer são suas barras de ouro de volta. Em uma busca interminável, os amigos precisam viajar a Tijuana, no México e também em Las Vegas para encontrá-lo. Uma nova aventura os aguarda.

Para promover o novo filme os atores que interpretam os grandes amigos vieram até o Rio de Janeiro para uma pré-estreia. Cooper, Galifianakis, Bartha, Helms juntamente com Heather Graham, que interpreta a Jade e Jeong compareceram ao evento no Brasil. Nesta sequência Phillips foi novamente responsável pela direção e agora, também pelo roteiro. Realmente ele queria fazer algo diferente dos anteriores.

cena 2

O primeiro filme arrecadou nos cinemas US$ 462 milhões, o segundo ultrapassou a faixa anterior alcançando US$ 581 milhões. E o novo já está em US$ 88 milhões. O interessante que os gastos sempre ficaram entre US$ 35 milhões a US$ 105 milhões, pagando os gastos de produção e obtendo lucros. A expectativa para esta nova comédia é grande.

O primeiro longa-metragem conquistou tanto o seu espaço que obteve duas continuações. Não são muitas as comédias que conseguem alcançar isto, mas tem algumas como “American Pie” e “Todo mundo em pânico” que ganharam muitas sequências. Mas em qualquer caso, seja comédia, ação, ficção, o que seja, a responsabilidade de uma continuação é muito grande e difícil de manter a qualidade. Até mesmo nos casos que citei acima, sempre tem os altos e baixos.

A seguir deixo o trailer do “Se beber não case – Parte III” que estreou hoje nos cinemas.

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112 / PR

3 Respostas

  1. Tentei assistir ao primeiro “Se beber não case”, não consegui passar dos primeiros 15min. Percebi que apesar de amar filmes, nem todos me fazem a cabeça, mesmo sendo uma aventura. Bem diz o ditado: tem gosto para tudo. Mas gostei muito da forma que você fala de todos eles. “Quase” dá vontade de assistir. Bj

    1. Não tem como gostar de todos os estilos de filmes, eu me considero bem eclética, mas este tipo de comédia não faz meu estilo não. Porém fez o maior sucesso, é sinal que tem quem goste. Eu irei assistir todos este fim de semana, porque até agora também não os assisti. Beijos.

  2. É verdade. Gosto praticamente de tudo, mas tem alguns… Mas tem quem goste. Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: