O mercenário tagarela volta aos cinemas

Um novo grupo de super-heróis está surgindo, não se sabe se o mundo ficará mais protegido, mas com certeza, mais divertido estará. O líder fará de tudo para salvar os inocentes e matar os vilões. Com seu jeito único de ser é capaz de conquistar até o seu maior inimigo… Será que desta vez dará certo? A continuação de Deadpool estreou no dia 17 de maio. O anti-herói mais zoeira que existe volta para as telonas para tirar boas risadas do público.

Deadpool 2

Antes mesmo do grande dia, começamos a rir com os inúmeros vídeos e imagens publicados por Ryan Reynolds como nosso mercenário favorito. Não há como superar este marketing incrível. A verdade é que ele encarnou este personagem de tal forma que não conseguimos separá-los mais. Quem diria que isto aconteceria? Levando em consideração sua primeira atuação na pele de Deadpool, em X-men Origens: Wolverine, em 2009, ele se redimiu de forma espetacular em seu primeiro filme solo vivenciando uma aventura divertida, fazendo piada até de seus filmes antigos. Acho que este foi o ponto que mais chamou a atenção, as brincadeiras que o protagonista faz em relação a outros filmes de super-heróis.

Deadpool 2.2E é com este tipo de humor que Deadpool 2 tenta seguir, com piadas de filmes da Marvel e da DC, não importa qual é o super-herói. Já no início percebemos esta intenção, foi uma excelente ideia ao remeter ao último filme de Hugh Jackman como Wolverine. Apesar de Reynolds pedir muito, Jackman decidiu não sair de sua aposentaria, para a tristeza dos fãs, parece que é definitivo.

Deadpool 2.1Outro ponto positivo desta sequência é trazer novamente alguns personagens que o público já conhece, como o taxista, Dopinder (Karan Soni). A amizade nada convencional entre eles é sensacional como sempre. E desta vez, ele não quer ser apenas um ajudante, mas sim lutar e proteger os inocentes. Já o imaginaram fazendo algo assim? Imaginem a confusão. E a relação de Deadpool com o Colossus (Andre Tricoteux) e Negasonic (Brianna Hildebrand) continua divertida nas cenas em que aparecem. A ideia de usarem os X-men que não aparecem nos outros filmes para participarem destas sequências foi muito boa.

Além disso, aos poucos nos é apresentado, o Cable, interpretado por Josh Brolin. Após sua grande atuação como Thanos, ele retorna às telonas duas semanas depois para viver o antagonista de Deadpool. Não tenho o costume de ler histórias em quadrinhos, mas na minha opinião poderiam ter explorado mais este personagem. Até porque os filmes baseados em HQs tem como objetivo atrair tanto os fãs de carteirinha como o público leigo neste tema. Sendo assim, gostaria de ter conhecido mais esta história, tenho certeza que é muito mais complexa do que é passado no longa.

Thanos e Cable

Russell ou conhecido como Firefist, interpretado pelo jovem ator Julian Dennison, tampouco teve muito espaço para que soubéssemos um pouco mais sobre ele. Apenas temos o conhecimento que Cable está atrás do garoto, o seu motivo e o que aconteceu com ele em sua infância.

Deadpool 2.3Agora o ponto forte do filme continua sendo o senso de humor, fazendo com que o público dê umas boas risadas durante as cenas. Entretanto, algumas piadas que apareciam no trailer foram modificadas na edição final, segundo o diretor David Leitch isto aconteceu porque os atores improvisaram muito durante as gravações e eles tiveram que selecionar o que iria ou não para os cinemas. Eu entendo a tomada de decisão, mas acredito que algumas piadas do trailer teriam funcionado melhor no filme. Senti falta.

A formação do grupo X-Force foi rápida e remete aos nossos queridos X-men. Cada um com seu poder um pouco estranho com um só objetivo: Fazer parte de um grupo de super-heróis para salvar o jovem mutante (Firefest) e derrotar Cable. A integrante que se destaca é Domino (Zazie Beetz) com o seu poder nada convencional e que estou certa que muitos gostariam de ter, ela rouba a cena em alguns momentos. Parece que é uma personagem que pode aparecer no próximo filme. Quem sabe? Eu gostaria.

Em resumo, prefiro o primeiro filme, mas com certeza este vale a pena assistir também. Agora uma informação muito importante: Há 2 cenas pós-crédito. E são excelentes. A segunda, na minha opinião foi a melhor. Tenho até a vontade de revê-la. E estou ansiosa para o próximo filme. Sim, terá uma sequência, para quem ainda não sabia.

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112 / PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: