Um sonho nas alturas

Medo de altura não pode existir. Tudo o que querem saber é voar, voar e voar. Piruetas no ar marcam a presença dos aviões de caça, dos treinamentos dos jovens pilotos da Academia Aérea. Muitos desafios para conseguirem alcançar seus objetivos. “Top Gun: Ases indomáveis” retrata a busca de um sonho nas alturas. Um clássico do cinema, com grandes atores como Tom Cruise e Val Kilmer, e dirigido por Tony Scott.

O filme estreado em 1986 ganhou um Oscar como melhor canção Original com “Take my Breath Away” e teve indicação como melhor edição, melhor som e melhores efeitos sonoros. A música conquistou os fãs e é conhecida pelos cinéfilos. Além do Oscar, também ganhou um Globo de Ouro na mesma categoria.

O gasto aproximado do filme foi de U$ 15 milhões, arrecadando 23 vezes mais, U$ 345 milhões. É, acho que foi um acerto, ainda mais na época em que foi lançado. Mas por que voltar ao tempo e relembrá-lo? A resposta é simples, sempre vale a pena comentarmos sobre filmes que marcaram as diferentes épocas. Neste caso, não escolhi de forma aleatória, e sim, porque na semana passada, o cinema perdeu um grande diretor, o britânico Tony Scott.

Ele que começou sua trajetória com filmes publicitários e conseguiu seu espaço em Hollywood por meio de seu irmão Ridley Scott, diretor dos famosos filmes “Alien: o 8º passageiro” e “Blade Runner”. Acho que é de família a veia cinematográfica.

Tony Scott dirigiu seu primeiro filme em 1983, com “Fome de Viver”, porém o que trouxe o reconhecimento mundial foi “Top Gun: Ases indomáveis”. O enredo trata sobre Maverick (Tom Cruise), um jovem piloto que ingressa na Academia Aérea para se tornar um piloto de caça. Lá, acaba se envolvendo com Charlotte (Kelly McGillis), e enfrenta um grande competidor, interpretado por Val Kilmer. Para seguir adiante, sempre teve o apoio de seu grande amigo e parceiro Goose (Antony Edwards).

Este com certeza foi um ótimo filme, ainda mais para a época. Tratou de um tema não convencional, de uma maneira atrativa. O romance entre Charlie e Maverick não é o principal do roteiro, porém nos permite conhecer um pouco dos conflitos internos do personagem principal, a insegurança provocada por não saber o que aconteceu com seu pai, além da vontade de arriscar sua vida, com uma direção perigosa.

As excelentes cenas de voos nos possibilitam ver muita ação e adrenalina, enquanto estes pilotos treinam para arriscarem suas vidas futuramente. A edição sonora foi muito importante para complementar o visual do filme. A música tema foi interpretada pelo grupo Berlin, porém, os produtores anteriormente tinham solicitado para o cantor Bryan Adams uma permissão da música “Only the Strong survive” como trilha sonora, porém não foi autorizado pelo cantor, que na época, considerava que o filme glorificava a guerra.

Cruise e Scott se encontraram novamente no filme “Dias de Trovão”, com uma produção mais alta que o filme anterior, porém, com uma arrecadação mais baixa. Durante sua carreira, possuiu grandes sucessos e trabalhou com ótimos atores, como Gene Hackman, Denzel Washington, Robert De Niro, Will Smith, Robert Redford e Brad Pitt, dentre outros. Os títulos mais recentes e com grande receptividade foram: Chamas da Vingança (2004), Déjà Vu (2006), Sequestro do Metrô 123 (2009) e o Incontrolável (2010).

Infelizmente este grande diretor, se suicidou no dia 19 de agosto, ao pular de uma ponte nos Estados Unidos. Scott deixou um bilhete, que não explica o real motivo de ter tomado esta atitude.

Uma perda para o cinema mundial, porém, deixou suas marcas em diversos filmes e com certeza Top Gun foi apenas o início de que ele precisava. E para resumir bem o filme, os deixo a frase dita por Maverick e Goose “Eu sinto a necessidade – a necessidade de velocidade”.

Filmografia:

Fome de Viver (1982)

Top Gun – Ases Indomáveis (1986)

Um Tira da Pesada II (1987)

Revenge – A Vingança (1990)

Dias de Trovão (1990)

O Último Boy Scout (1991)

Amor à Queima Roupa (1993)

Maré Vermelha (1995)

Estranha Obsessão (1996)

Inimigo do Estado (1998)

Jogo de Espiões (2001)

Chamas da Vingança (2004)

Domino – A Caçadora de Recompensas (2005)

Déjà Vu (2006)

O Sequestro do Metrô 123 (2009)

Incontrolável (2010)

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112/PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: