Uma amizade sincera em tempo de guerra

O_MENINO_DO_PIJAMA_LISTRADO_1227911942PA inocência de duas crianças diante uma guerra e uma amizade que surge sem importar as diferenças sociais. Garotos que tentaram descobrir o que acontecia ao redor deles, conversas, curiosidades e muitas perguntas aparecem a cada dia que eles se vêem. Um buscava amizade e diversão e outro uma liberdade. “O menino do pijama listrado” de John Boyne conquistou o mundo com sua história inocente de duas crianças no meio da II Guerra Mundial, um filho de um soldado alemão e outro filho de um judeu. Duas realidades distintas numa guerra em que inocentes foram mortos. Como duas crianças podem entender o que estava acontecendo? Pouco a pouco vivenciam um enredo fascinante.

Sempre é um tema muito complicado tratar sobre assuntos relacionados ao nazismo e ao Hitler, mas Boyne conseguiu transmitir de uma maneira mais chocante.  Bruno, o protagonista, tem nove anos e não sabe nada do que acontece na Alemanha, seu país. 936full-john-boyneDesconhece o Holocausto e que ocorre uma guerra com outros países, quem dirá saber que sua família está envolvida nisso. Uma pequena mudança de lugar, o fez conhecer um outro lado da história, fazendo um novo amigo: Shmuel, que por coincidência nasceu no mesmo dia e ano que Bruno. Durante a conversa diária dos dois amigos, ambos descobrem um pouco da vida de cada um e sobre um inimigo terrível: a guerra. Ele descobre o misterioso trabalho de seu pai.

Não tem como não achar fascinante esta história. A cada palavra inocente, uma verdade escondida. Com pequenos detalhes, pequenas atitudes, Boyne entrou na cabeça de dois garotos para demonstrar o lado menino-do-pijama-listrado-posterde uma guerra que desconhecemos. O fato de ambos nascerem no mesmo dia e serem filhos de pais que estão em lugares diferentes da guerra, mostra uma coincidência e uma diferença entre ambos muito grande. Um rico, que está em sua casa a salvo e outro com o tempo contado de vida.

O livro fez tanto sucesso, que além de vender mais de 5 milhões de cópias, foi adaptado para o cinema. Mark Herman dirigiu e fez a adaptação do roteiro do longa-metragem. Uma co-produção estadunidense e inglesa, teve um gasto aproximado de US$ 12 milhões, arrecadando US$ 40 milhões. Apesar de preferir o livro, é uma história que todos deveriam ler ou assisti-la. Chocante, tensa pelo tema escolhido e uma amizade sem fronteiras em época de guerra. Muitos ficam fascinados com o filme, mas sem sombra de dúvida o livro é melhor. O autor irlandês transmite muito mais detalhes, uma essência dos personagens de forma diferente, além da inocência dos protagonistas. Algo difícil para se passar a um filme.

o-menino-do-pijama-listrado cenaParabéns a Boyne por ter criado esta história cativante, mesmo que transmita uma realidade triste e complicada, que muitos não gostariam de ter acesso a estas informações. Pelo simples fato de saber que o ser humano foi capaz de fazer uma atrocidade como esta. Bruno não entendia porque as pessoas do outro lado da cerca viviam de pijamas listrados sempre tristes. Perguntas surgiam a cada conversa. O que estava acontecendo? Que fumaça era aquela que saía dali? Como Shmuel vivia com sua família? Ele com suas dúvidas deixa o leitor fascinado e triste com seu final chocante, faltam palavras para descrever esta leitura. Quer saber qual é este final? Leia o livro ou assista o filme, para aqueles que querem saciar uma curiosidade de forma mais rápida.  Que desfrutem de uma história emocionante. Deixo o trailer do filme abaixo.

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112 / PR

2 Respostas

  1. Ainda me arrepia falar sobre os horrores da 2ª Guerra Mundial e o holocausto. Muito boa sua abordagem sobre o livro. Bj

    1. É um tema muito complicado, ainda mais na visão de duas crianças tão inocentes. Já assistiu o filme ou leu o livro? Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: