Dádiva ou maldição?

Wolverine cartaz“Quando ele está mais vulnerável é quando se torna mais perigoso”. O sonho de ser mortal e encontrar a sua amada pode acontecer antes do que ele imagina. Será que vai se realizar? Será que é isto mesmo que ele quer? Ser um mortal e não um super-herói que não teme a morte? “Wolverine: Imortal” estreou neste fim de semana e tem levado muitos fãs ao cinema. Hugh Jackman conquistou o público desde a sua primeira interpretação do herói, em X-men (2000), tendo agora o seu segundo filme solo.

Ao contrário do primeiro “X-men Origens: Wolverine” que conta o princípio de tudo, este contará depois do “X-men: O confronto final”, após matar Jean Grey (Famke Janssen) para salvar a humanidade dos poderes da Fênix. Desiludido, abandona de vez a vida de herói e passa a viver na selva, deprimido, sem rumo e sem conseguir morrer pelo seu forte poder de cura. Um sonho: tornar-se mortal. Yukio (Rila Fukushima) o encontra em um bar e sua missão é levá-lo a salvo para seu pai adotivo, Yashida (Hal Yamanouchi), que foi salvo por Logan na Segunda Guerra Mundial. E pode entregar a ele o que sempre sonhou, a mortalidade, mas a ideia é transferir seu fator de cura para 1. Cena WolverineYashida que está à beira da morte. Mesmo recusando esta oferta, ele acaba infectado por Víbora (Svetlana Khodchenkova) e ao mesmo tempo precisa encontrar uma forma de proteger Mariko (Tao Okamoto), neta de Yashida, que é alvo de seu pai, Shingen (Hiroyuki) e da Yakuza, a máfia japonesa.

Parece que até quando ele pode ser normal, escolhe salvar alguém. É mais forte do que ele. Um filme interessante, cheio de ação e reviravoltas, não tem como saber em quem confiar. Muita tensão e aventura. Os efeitos visuais são de tirar o fôlego e imagine assistir na sala IMAX em 3D? Apesar de toda esta tensão e do tom obscuro do filme, traz momentos cômicos do personagem, com frases de impacto e que tiram risadas do público para descontrair. E também tenta deixar um filme mais sombrio, sem que se torne tão pesado. Com uma excelente edição que complementa o roteiro, os efeitos visuais dão um toque especial como sempre. Claro que em termos gerais, a qualidade não é tanta como em outros filmes dos mutantes, mas com certeza entretêm os fãs deste herói.

3. Cena WolverineA personagem Yukio com sua maneira de vestir nada convencional e com uma personalidade um pouco louca conquista o público, além de deixá-lo com um gostinho de quero mais. Uma excelente amiga e fiel ao seus princípios estará ao lado de Logan mesmo que ele não queira. Com excelentes confrontos entre nosso herói e os inimigos ou entre Yukio e Shingen fazem valer a pena ir ao cinema. Porém, já a personagem Víbora fica um pouco perdida na história, como se forçassem encaixá-la de uma melhor maneira e não conseguissem. Não se explica muito o papel dela, só sabemos que é um dos vilões, mas o que realmente faz ali? Mas não falarei muito mais para não dar spoiler. Acredito que se tivessem desenvolvido um pouco a personagem seria genial o mesmo acontece com Shingen. São dois personagens interessantes, com boas atuações, mas infelizmente faltou neste quesito em termos de história.

2. Cena WolverineNo geral, o novo filme consegue ser melhor do que o anterior, que foi uma pena que não teve uma boa arrecadação ficando apenas com US$ 375 milhões, e o gasto foi de US$ 150 milhões. Já este segundo, no primeiro fim de semana de estreia obteve US$ 150 milhões e o orçamento foi menor que o anterior, com apenas US$ 100 milhões. Será que este filme terá uma boa bilheteria? Esperemos que sim.

Hugh Jackman é o produtor de ambos e Stan Lee fica responsável pela produção no set e também é o criador original do personagem. O roteiro foi inspirado na série Eu, Wolverine, a aventura japonesa do X-Men criada por Chris Claremon e Frank Miller, a adaptação foi feita por Christopher McQuarrie, premiado no Oscar de melhor roteiro pelo filme “Os suspeitos”, de 1995.

Diretor cena WolverineOs diretores dos longas-metragens sobre Wolverine são diferentes, no primeiro ficou pelas mãos de Gavin Hood, o mesmo de “O suspeito” (2007) e “Infância roubada” (2005). Já o segundo é o experiente James Mangold, responsável por filmes como “Encontro Explosivo” (2010),Os indomáveis” (2007), “Kate & Leopold” (2002) e “Johnny & June” (2005). Sendo este novo filme do Wolverine que marcará sua carreira como diretor. Uma grande aposta.

Muitos foram os diretores cotados para esta continuação, inclusive o brasileiro José Padilha que acabou responsável pelo novo filme de Robocop previsto para estrear em fevereiro de 2014. Justin Lin (Velozes & Furiosos 5 – Operação em Rio) também teve seu nome cotado, mas no final ficou com Mangold esta responsabilidade. Jackman estava apostando nesta continuação, ainda mais porque sabia que o anterior não tinha sido um sucesso como esperado.

4. Cena WolverineEsta é a sexta vez que Jackman interpreta Wolverine: X-men (2000), X-Men 2 (2003), X-Men – O confronto final (2006), X-Men Origens: Wolverine (2009) e uma pequena participação em X-Men: Primeira Classe (2011). Ele voltará no próximo filme X-Men: Days of Future Past, continuação da recente jornada dos heróis com eles mais jovens que será lançado em maio de 2014. E atualmente não se vê outro ator interpretando-o, de tão convincente que se torna a cada filme. Com dietas específicas, segundo Jackman ele poderia interpretar o personagem até às 4 da manhã. Sempre pronto para incorporá-lo. Um herói complexo, imortal, perigoso, violento, intenso e com princípios, sempre escolhendo o caminho certo. E você? Imaginaria outro ator em seu lugar?

E uma dica para aqueles que são apressados, não saiam do cinema quando começar os créditos, porque tem uma cena importante após alguns créditos. Você não vai querer perder, não é?

Deixo abaixo o trailer do novo filme:

Anaisa Lejambre

Jornalista – Reg. Profissional: 8112 / PR

Anúncios

2 Respostas

  1. Lindo texto. Gosto do ator e da série do filmes, fora outros que ele fez. Bjs

    1. Também gosto e o ator é excelente. Obrigada pelo comentário. Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: